quinta-feira, 31 de março de 2016

[Novidade] - Clube do Autor: "Uma Floresta Muito Escura" de Ruth Ware

Uma Floresta Muito Escura
Ruth Ware


«Não vai largar o livro até chegar à última página. A atmosfera densa e as revelações surpreendentes vão deixá-lo sem fôlego.»
Entertainment Weekly


Sinopse:

Uma mulher solitária recebe um convite inesperado para a despedida de solteira de uma amiga que não via há muito tempo. Relutantemente, ela aceita participar na reunião de amigas, algures numa casa isolada na floresta.
Quarenta e oito horas depois, Nora acorda numa cama do hospital. Está ferida mas não se recorda exactamente do que se passou. Sabe, no entanto, que alguém morreu. O que fiz eu?, pergunta-se ela, consciente de que algo muito grave aconteceu naquela casa na floresta escura, muito escura…


Sobre a autora:

Ruth Ware cresceu em Sussex, Inglaterra. Depois de se formar na Universidade de Manchester, mudou-se para Paris antes de assentar em Londres. Trabalhou como empregada de mesa, foi livreira e professora de Inglês para estrangeiros. É casada e tem dois filhos pequenos. Numa Floresta Muito Escura é o seu thriller de estreia.

[Novidade] - Clube do Autor: "A Memória" de David Baldacci

A Memória
David Baldacci

David Baldacci, autor de um impressionante número de bestsellers e um dos escritores mais populares em todo o mundo, está de regresso às livrarias de todo o país com A Memória.

Eis a história de um homem dotado de uma memória perfeita e perseguido por um crime sangrento. Ele não se consegue esquecer de nada – mas há uma noite que ele gostaria de apagar para sempre da sua mente… Ou então descobrir finalmente quem destruiu o seu mundo.


«Uma obra magistral devido à velocidade da narrativa, à originalidade do herói e ao enredo empolgante. (…) Irresistível.»
Washington Post


«Uma obra intensa que mostra um escritor no auge da sua maturidade.» 
Richmond Times


«Aconselhado a todos os que gostam de ver em ação criminosos difíceis de apanhar e detetives determinados e pouco ortodoxos.» 
Library Journal


Booktrailer original: https://www.youtube.com/watch?v=kui4ECUJZPE

[Novidades] - Porto Editora: Novidades Abril

Razões Para Viver
Matt Haig

Como aprender a viver com uma doença que consome o mundo à sua volta?
Aos 24 anos, o mundo de Matt Haig desabou. Da luta contra a depressão e a ansiedade que este romancista britânico trava desde então surge Razões para Viver, que a Porto Editora publica no próximo dia 7 de Abril.
Este é um livro para todos os que passam, passaram ou conhecem alguém que passa por uma depressão ou por uma fase menos boa da vida. Razões para Viver pede ao leitor que compreenda que o «fundo do poço não é o local mais adequado para termos uma visão clara e nítida sobre as coisas» e mostra que «o túnel tem mesmo uma luz ao fundo, mesmo que sejamos incapazes de a ver». Este é um livro sobre como tirar o máximo partido da vida.

Neste poderoso testemunho pessoal, Matt Haig “tira da escuridão um tema difícil e sensível” (como menciona o actor Michael Palin), reiterando a necessidade de acabar com o estigma que recai sobre quem sofre de depressão (ou qualquer outra doença do foro psiquiátrico) e o reconhecimento das doenças mentais como normais.
Recorde-se que em Portugal, de acordo com o relatório "Saúde Mental em Números" (divulgado recentemente pela Direcção-Geral da Saúde), as perturbações mentais e do comportamento têm um peso significativo no total de anos de vida saudável perdidos pelos portugueses, com uma taxa de 11,75% contra 13,74% das doenças cerebrovasculares e 10,38% das doenças oncológicas. Estas mesmas perturbações representam 20,55% do total de anos vividos com incapacidade, a que se seguem as doenças respiratórias e a diabetes. Segundo dados de 2015 da OCDE, Portugal é também o terceiro país do mundo em que mais se consomem antidepressivos.


Sinopse:

Aos 24 anos, o mundo de Matt Haig desabou:
Durante algum tempo, fiquei parado junto ao abismo. Primeiro, a ganhar coragem para morrer; depois, a ganhar coragem para viver.
Este é um relato na primeira pessoa sobre a forma como Matt mergulhou numa crise profunda, triunfou sobre uma doença que quase o matou e reaprendeu a viver.
Quando se está deprimido, sentimos que estamos sozinhos e que mais ninguém está a passar exactamente por aquilo que nos está a acontecer. Temos tanto medo de que os outros nos achem loucos que acabamos por interiorizar tudo. Temos tanto medo de que as pessoas nos ostracizem ainda mais, que acabamos por nos fechar numa concha. E não falamos sobre o que se passa connosco, o que é uma pena, pois ajuda se falarmos sobre o assunto.


Sobre o autor:

Matt Haig é autor de cinco romances, incluindo vários bestsellers.
Venceu o “book of the series” do TV Book Club (Channel 4) e foi incluído na lista para o Specsavers National Book Award. The Humans foi selecionado para o 2014 World Book Night.
Os seus livros para crianças venceram o Smarties Gold Medal, o Blue Peter Book of the Year, foram nomeados para a Waterstones Children’s Book Prize e, também, para a Carnegie Medal por três vezes.



Gestão Para Totós

Gestão, Mindfulness ou Técnicas de Vendas… Para Totós 

Coleção Para Totós apresenta uma forma fácil e descontraída de aprender assuntos difíceis


No próximo dia 31 de Março, a Porto Editora publica dois novos títulos e duas novas edições da famosa colecção Para Totós. As novidades desta colecção apresentam uma estrutura inovadora e são dedicadas ao Mindfulness e a Fazer uma Apresentação. As novas edições trazem de volta às livrarias dois bestsellers, agora completamente revistos e actualizados: Gestão e Técnicas de Vendas

As mais recentes adições à colecção Para Totós, Mindfulness e Fazer uma Apresentação, são mais curtos (têm menos de 100 páginas) e foram pensadas para leitores que querem aprender o essencial sobre estes assuntos num curto espaço de tempo, estando estruturados para obter resultados em apenas 24 horas. 

O primeiro livro da colecção For Dummies foi editado em 1991 nos EUA, pela Wiley. Desd
e então, esta marca tem sido um fenómeno de vendas e de sucesso internacional. 25 anos depois, a colecção conta com mais de 250 milhões de exemplares impressos e 1800 títulos editados, e está publicada em 90 países e em mais de 35 línguas diferentes. 
O conceito desta série é simples: aprender de forma fácil e descontraída. Recorrendo ao humor, à irreverência e a uma linguagem simples e acessível, a colecção Para Totós tem ajudado leitores de todo o mundo a aprender assuntos complexos – desde Gestão a línguas – e a contribuir para o desenvolvimento de um sentimento de realização pessoal.

[Novidades] - Booksmile: "O Gato do Chapéu" e "Ovos Verdes e Presunto" de Dr. Seuss

O Gato do Chapéu
Dr. Seuss


O Gato do Chapéu, um dos 100 melhores livros de sempre, para a revista Time e Ovos Verdes e Presunto, de Dr. Seuss, um dos autores de livros infantis mais queridos de sempre, juntam se ao Que Amigo Levo Comigo?, publicado em 2015 pela Booksmile. Todos eles clássicos imperdíveis da literatura infantil.


O Gato do Chapéu, com desenhos animados no Zig Zag, espaço infantil da RTP2, é um muito divertido que mostra que, mesmo em dias cinzentos, se podem viver grandes aventuras.
Está um dia chuvoso, e a Sally e o seu irmão estão aborrecidos em casa. É então que aparece o Gato do Chapéu, um gato travesso capaz de inventar as piores traquinices para os entreter.
Mas a mãe está quase a chegar e não vai gostar mesmo nada de ver tudo desarrumado. Os dois irmãos têm de convencer o Gato a limpar a bagunça e a ir-se embora... depressa!



Ovos Verdes e Presunto
Dr. Seuss

Ovos Verdes e Presunto é um história muito divertida que revela aos mais pequenos que experimentar coisas novas pode acabar por ser uma agradável surpresa.
«Será que gostas de ovos verdes e presunto?» Esta é a pergunta que o Sam faz insistentemente ao amigo, procurando levá-lo a provar algo novo. Apesar das suas tentativas, o amigo teima em dizer que não gosta, sem nunca ter provado.
Com muita imaginação, o Sam fará de tudo para convencer o amigo. Será que vai conseguir?



Sobre o autor:

Dr. Seuss (1904-1991) é um dos mais queridos autores de livros infantis de sempre, tendo sido traduzido para mais de 30 línguas e publicado mais de 60 títulos. Já vendeu mais de 650 milhões de obras em todo o mundo.
Entre muitos prémios que lhe foram atribuídos, destaca-se o Pulitzer. E muitas das suas histórias deram origem a filmes premiados: três Óscares, três Emmy e um prémio Peabody.
Dr. Seuss queria, com os livros infantis, não só colocar as crianças a ler, mas também fazê-las pensar e imaginar. Nunca tratá-las com condescendência, mas como iguais.
Poucos são os autores de literatura infantil que tiveram direito a uma estátua pública. Dr. Seuss teve essa honra, juntando-se a nomes como Hans Christian Anderssen, Astrid Lindgren ou Mark Twain. Da escultura fazem parte personagens que marcaram a sua carreira: Lorax, Grinch e o seu cão Max, Yertle the Turtle, Horton the Elephant e Thidwick the Big-Hearted Moose.
Ovos Verdes e Presunto e O Gato do Chapéu juntam-se a Que Amigo Levo Comigo? (Booksmile 2015). Está previsto ainda para este ano o lançamento de mais uma obra: How The Grinch Stole Christmas.

quarta-feira, 30 de março de 2016

[Novidade] - Bertrand: "O Segredo Mais Bem Guardado" de Jeffrey Archer

O Segredo Mais Bem Guardado
Jeffrey Archer


O mês de Abril na Bertrand Editora arranca com um dos títulos mais esperados: O Segredo Mais Bem Guardado. Este é o terceiro volume da série The Clifton Chronicles, que tem cativado milhares de leitores em todo o mundo. Depois de Só o Tempo Dirá e Os Pecados do Pai, ambos publicados pela Bertrand Editora o ano passado, os leitores vão poder continuar a acompanhar a história dos Clifton, que neste mais recente livro entra em cena uma nova geração da família.
A revista especializada em livros e literatura, Publishers Weekly, descreve na perfeição e numa simples frase aquilo que é a alma de O Segredo Mais Bem Guardado

«Uma hábil mistura de personagens interessantes, ressentimento fervilhante, vingança calculada e um chocante e trágico suspense final distinguem o terceiro volume das The Clifton Chronicles, de Jeffrey Archer», afirma aquela publicação sobre esta obra, que tem merecido as melhores críticas em diversas publicações de prestígio.

Jeffrey Archer é um dos mais notáveis autores da actualidade, com mais de 250 milhões de exemplares vendidos em 97 países, e traduzido para 37 idiomas. Aos 75 anos, mantém a disciplina de acordar às 5h30 para começar a escrever assim que amanhece. A escrita de Archer é viciante, em que a vontade de ler sempre mais uma página torna-se quase imparável. A série The Clifton Chronicles conta com um total de seis livros publicados, estando Jeffrey Archer a trabalhar no sétimo e último volume. Esta é uma saga absolutamente fascinante, que atravessa várias gerações de uma família ao longo de um século de história.

«Uma saga de leitura compulsiva, capaz de fazer parar o coração.»
Publishers Weekly
Sinopse:

1945. Na Câmara dos Lordes, a votação para a atribuição da fortuna dos Barrington acabou em empate. Harry regressa à América para promover o seu novo romance, ao passo que a sua amada Emma parte à procura da menina que foi encontrada abandonada no gabinete do seu pai na noite em que ele foi assassinado. Quando chegam as eleições gerais, Giles Barrington tem de defender o seu lugar na Câmara dos Comuns e fica horrorizado ao descobrir que os conservadores decidem ficar contra ele. Mas é Sebastian Clifton, filho de Harry e Emma, que acaba por influenciar o destino do tio. Em 1957, Sebastian ganha uma bolsa de estudo para Cambridge, e assim entra em cena uma nova geração da família Clifton. Depois de ser expulso da escola, Sebastian é apanhado numa fraude internacional de obras de arte que envolve uma escultura de Rodin, que vale muito mais do que o dinheiro conseguido em leilão. Será que ele se torna milionário? Irá para Cambridge? Correrá perigo de vida? O Segredo Mais Bem Guardado responde a todas estas perguntas, mas levanta muitas mais… 


Sobre o autor:


Jeffrey Archer tem mais de 250 milhões de exemplares vendidos em 97 países e 37 idiomas. É autor de 16 romances, seis colecções de contos, três peças de teatro, três volumes do seu diário da prisão e um evangelho. É o único autor que foi número 1 em ficção (15 vezes), contos (quatro vezes) e não ficção (Os Diários da Prisão). Archer é casado com Dame Mary Archer DBE, têm dois filhos e vivem em Londres e Cambridge.


«Não há melhor contador de histórias vivo.»
Larry King


[Novidade] - Elsinore: "Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada" de Eimear McBride

Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada
Eimar McBride

  
Galardoado com diversos prémios e considerado logo como um clássico, "Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada", um romance breve mas intenso, dá-nos o retrato nu do relacionamento de uma jovem com o seu irmão, e da longa sombra projetada, nas suas vidas, pelo tumor cerebral de que ele padece e pela família profundamente disfuncional em que vivem.

Narrado na primeira pessoa por esta rapariga sem nome, numa espécie de fluxo de consciência repleto de elipses e incoerências, que reflete o estado de quebra emocional da narradora, este é o romance de estreia de Eimear McBride, escritora irlandesa, considerada por muitos críticos a grande revelação de língua inglesa da última década. Ler este livro é mergulhar na mente da narradora, sentir a vida em bruto, tal como ela a atravessa. Nem sempre é uma experiência confortável - mas é decerto uma descoberta.


«Eu acho o teu rosto o melhor que há. Quando éramos nós novos. Quando eras pequenino e eu uma menina. Era uma vez. Vou lembrar-te lembra-te bem. Agora. Não nessa altura. E eu ajoelho-me sobre a tua cama tranquila. Beijo a tua cara. Saio do quarto. Eu vou. Dormir. Tal como tu.»


"Uma Rapariga É uma Coisa Inacabada" venceu diversos prémios: Baileys Women's Prize for Fiction , Goldsmiths Prize , Kerry Group Irish Novel of the Year Award Desmond E lliott Prize e Geoffrey Faber Memorial Prize.


Críticas:

Um futuro clássico. […] Inevitavelmente comparável ao cânone irlandês - os monólogos de Beckett, o solilóquio de Molly Bloom de Joyce em Ulisses, e a prosa ontogenética de Retrato do Artista quando Jovem - e às vanguardistas britânicas e irlandesas: Edna O’Brien, Virginia Woolf, Ann Quin.»
Joshua Cohen, New York Times
 

«Eimear McBride é uma espécie em vias de extinção: um génio. O leitor ousado irá perceber que tem nas mãos um livro a sério, vivo, um livro como nenhum outro.»
Anne Enright, vencedora do Man Booker Prize
 

«Um livro notável. […] A linguagem é desconstruída com engenho para tornar novas e estranhas experiências que nos são familiares, mas existe nessa desordem vitalidade, e até um certo agrado. McBride vai mais longe do que Beckett naquilo a que o próprio chamou "sintaxe da fragilidade".»  
The New York Review of Books
 

«Um romance fulgurante e original.» 
James Wood, The New Yorker
 
 
Sobre a autora:

Filha de irlandeses, nasceu em 1976 em Liverpool, mas a família regressou à Irlanda quando Eimear ainda era criança. Escreveu um só romance, que demorou nove anos a publicar depois de o ter enviado para dezenas de editoras, sem receber resposta.

"Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada" foi imediatamente aclamado e considerado um clássico aquando da publicação numa pequena editora, o que lhe garantiu o convite imediato para ser representada por Andrew Wylie e a consagração enquanto grande revelação literária dos últimos anos. Mais sobre a autora em: eimearmcbride.com
 

[Novidade] - Quinta Essência: "A Última a Saber" de Elizabeth Adler

A Última a Saber
Elizabeth Adler

Mentiras e segredos mudam uma família para sempre 

Evening Lake: um refúgio calmo e idílico no Massachusetts ocidental, com uma comunidade de famílias muito unida. O detective Harry Jordan encara a sua casa à beira do lago como uma pausa na resolução de crimes nas ruas de Boston... até que o crime chega a Evening Lake. 

Harry Jordan está a dar uma caminhada quando uma explosão rasga a noite: a casa das Havnel é engolida por uma conflagração e Bea Havnel é vista a fugir com o cabelo em chamas e a mergulhar no lago. Misteriosas e reservadas, Bea e a mãe, Lacey, chegaram há pouco a Evening Lake e são muito diferentes das famílias abastadas da comunidade. Bea sobrevive ao fogo, mas a mãe não, e Harry vê-se metido na investigação. Tal como o jovem Diz Osborne, que, sem o conhecimento de ninguém, carrega um segredo pesado: ele viu outra pessoa a remar no lago naquela noite.
Quando se descobre que Lacey Havnel não morreu por causa da explosão, mas de uma facada, torna-se claro que anda um assassino à solta. E esse assassino está pronto a atacar de novo. Contado no estilo inimitável de Elizabeth Adler, com descrições animadas e uma dinâmica familiar intrincada, "Última a Saber" é uma história empolgante.


Imprensa:


«Adler tem o dom de construir a tensão em torno de uma vítima inocente que se encontra à mercê de um assassino silencioso.»



Sobre a Autora:

Elizabeth Adler é britânica. Autora de mais de vinte romances, é reconhecida internacionalmente pelas suas histórias envolventes que combinam de forma magistral mistério, amor e destinos de sonho. Os seus livros estão publicados em vinte e cinco países, com mais de quatro milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.
Adler e o marido viveram em vários países até que fixaram residência em La Quinta, Califórnia, onde passam dias tranquilos na companhia dos seus dois gatos.

Para mais informações, visite: www.elizabethadler.com


segunda-feira, 28 de março de 2016

[Opinião Tertuliana] - Curiosidades do Vaticano de Luís Miguel Rocha

Sinopse:

Autor bestseller do referencial The New York Times, Luís Miguel Rocha apaixonou milhares de leitores em todo o mundo, com histórias de intriga e mistério passadas no seio da Igreja Católica. Mas partiu demasiado cedo. Cumprindo a vontade do autor, a família e a Porto Editora anunciam a publicação, a 18 de fevereiro, de um livro inédito de não ficção da autoria de Luís Miguel Rocha, intitulado Curiosidades do Vaticano.
Nesta obra, os leitores podem encontrar textos, parte deles publicada pelo autor na respetiva página no Facebook, sobre as mulheres que influenciaram os papas, o interior do Palácio Apostólico, o Papa implacável que transformou Roma, as forças de segurança do Vaticano, os Papas assassinados, a história do conclave e muitos outros temas.



Opinião:

“Curiosidades do Vaticano” é o primeiro livro que leito do autor Luís Miguel Rocha. 
A Porto Editora em conjunto com a família decidiu publicar alguns dos textos que o autor tinha partilhado na sua página do Facebook e lançou este livro onde nos são contadas algumas curiosidades sobre o tão maravilhoso Vaticano. 
Eu tenho imensas curiosidades sobre o Vaticano, uma vez que é um país que se rege segundo as suas próprias leis, tem regras específicas e uma segurança inigualável. 
Sou uma apaixonada pelo Vaticano, pois já lá estive em 2006 e fiquei totalmente rendida. Devoro toda a informação que tenha a ver com este tema, portanto foi com enorme expectativa que comecei a ler o livro do Luís Miguel Rocha. 
É um livro de leitura alucinante e quando nos apercebemos já vamos quase a meio. 
O livro tem capítulos curtos onde cada um aborda uma curiosidade diferente. 
Os capítulos do livro trazem-nos curiosidades surpreendentes e leva-nos a perceber que nem sempre (ou quase nunca) nos chega a verdade do que realmente se passa por detrás dos muros do Vaticano. 
Por exemplo, a morte de determinados Papas que ficaram envoltas em mistério e que foram obviamente abafadas pelo Vaticano, incluindo a morte do Papa João Paulo II. 
Outro assunto não divulgado é a pedofilia, que é interpretada pela igreja de uma forma diferente da nossa. 
É abordado ainda neste livro quais os Papas mais mediáticos quer pela positiva quer pela negativa, como é feita a eleição de um Papa, bem como todas as dificuldades inerentes. 
Luís Miguel Rocha fala-nos ainda do que é necessário para entrar na Guarda e também que é no Vaticano que se situa a linha férrea mais pequena do mundo, com apenas 1400 metros e que está ligada à linha férrea italiana. A separação é feita por um portão automático que só se abre quando algum comboio tem que passar. Esta situação é muito rara, sendo que a última vez que aconteceu foi em 2011 pelo Papa Bento XVI. 

Um livro excelente para quem quer conhecer o Vaticano, e um livro ainda melhor para quem já conhece. 
Ao ler este livro parecia que estava a ver casa pormenor e a relembrar o dia em que lá estive. 
Ah! Não se esqueçam de que o Vaticano é uma das cidades com maior índice de criminalidade do mundo! Existem imensos carteiristas por isso cuidado um dia que o visitem. Evitem levar objectos de valor e principal cuidado no metro que liga o Vaticano a Roma (falo por experiência própria). 

Tenho pena que o Luís Miguel Rocha não tenha tido tempo para nos agraciar com mais alguma historia magnífica. 

Recomendo sem hesitações o livro “Curiosidades do Vaticano” para todos aqueles que tenham curiosidade sobre o que se passa para lá dos muros da Basílica de São Pedro. 

Um livro fantástico que nos mostra que realmente o Vaticano é um mundo à parte. 

Obrigada Luís Miguel Rocha pelo maravilhoso trabalho!

[Passatempo] - Especial Almeida Maia

Como não podia deixar de ser, temos mais um passatempo para vocês!


O Tertúlias, em colaboração com o escritor Pedro Almeida Maia, tem para vos oferecer um pack constituído por:

  • Três livros do escritor Pedro Almeida Maia

  1. “Bom Tempo no Canal”
  2. “Capítulo 41” 
  3. “Nove Estações”



Para se habilitarem a este prémio, basta preencher o formulário abaixo, fazer gosto na página do Facebook do autor Pedro Almeida Maia, subscrever o site almeidamaia.com, partilhar publicamente o passatempo e, claro, seguir as regras abaixo. 

ATENÇÃO: o gosto é obrigatório e será confirmado, bem como a subscrição do site do autor. Para tal a opção de "gostos" na vossa página pessoal do facebook tem que estar "pública" ;)

Podem participar até às 23h59 de 6 de Abril. 

Boa sorte!


Regras:
1) O passatempo decorrerá até às 23h59 do dia 6 de Abril.
2) Qualquer participação que não possua algum dos dados correctamente preenchido ou contenha respostas incorrectas é automaticamente anulada.
3) OBRIGATÓRIO ser seguidor público do blogue ou seguidor via 
facebook   
4OBRIGATÓRIO o "gosto" nas páginas dos colaboradores ou as partilhas, quando estas forem pedidas no passatempo

5) O vencedor será escolhido aleatoriamente, através do Random.
6) O vencedor será publicado no blogue e será contactado por email.
7) É aceite uma participação por pessoa/email e residentes em Portugal (continental e ilhas)
8) Nem eu nem os colaboradores nos responsabilizamos por extravios nos ctt



sábado, 26 de março de 2016

[Resultado de Passatempo] - Dia do Pai e Dia da Mulher



32. Cristina...Lima, Gondomar






72. Daniela...Amaral, Lourosa de Cima - Viseu


Parabéns às vencedoras!!

[Passatempo] - Especial Páscoa



Como não podia deixar de ser vimos festejar a Páscoa convosco!

O Tertúlias, em colaboração com o Atelier izzy, tem para vos oferecer um pack constituído por:

  • Um necessaire personalizado – oferta Atelier izzy 
  • Um exemplar do livro “E é assim que acaba” - oferta do Tertúlias à Lareira


















Para se habilitarem a este prémio, basta preencher o formulário abaixo, fazer gosto na página do Atelier izzy, partilhar publicamente o passatempo e, claro, seguir as regras abaixo.


ATENÇÃO: o gosto é obrigatório e será confirmado. Para tal a opção de "gostos" na vossa página pessoal do facebook tem que estar "pública" ;)

Podem participar até às 23h59 de 2 de Abril.

Boa sorte!


Regras:
1) O passatempo decorrerá até às 23h59 do dia 2 de Abril
2) Qualquer participação que não possua algum dos dados correctamente preenchido ou contenha respostas incorrectas é automaticamente anulada.
3) OBRIGATÓRIO ser seguidor público do blogue ou seguidor via facebook   
4OBRIGATÓRIO o "gosto" nas páginas dos colaboradores ou as partilhas, quando estas forem pedidas no passatempo
5) O vencedor será escolhido aleatoriamente, através do Random.
6) O vencedor será publicado no blogue e será contactado por email.
7) É aceite uma participação por pessoa/email e residentes em Portugal (continental e ilhas)
8) Nem eu nem os colaboradores nos responsabilizamos por extravios nos ctt

[Opinião Tertuliana] - "Regresso a Mandalay" de Rosanna Ley

Sinopse:

Eva Gatsby interrogou-se inúmeras vezes sobre o passado do avô, Lawrence Fox, e o que teria exactamente acontecido na Birmânia, quando ele ainda jovem ali viveu. Eva dedica-se à restauração de antiguidades e os patrões propõem-lhe uma viagem de trabalho àquele país – sobre o qual o avô desde sempre lhe contara histórias fascinantes. É então que Lawrence decide quebrar o silêncio e finalmente falar-lhe do grande amor da sua vida, Maya, a mulher que nunca esqueceu. Numa tentativa de sarar as feridas do passado, confia a Eva uma missão que se revelará de contornos imprevisíveis. Eva inicia, assim, uma jornada que irá reconstruir o mosaico da história da família e que em simultâneo a obrigará a confrontar-se com sua capacidade de voltar a acreditar no amor.

Opinião:

Regresso a Mandalay é uma história que nos transporta para as inebriantes paisagens da Birmânia, hoje em dia conhecida como Myanmar.
Quem nunca sonhou com um destino como este?
Eva Gatsby cresceu a ouvir as histórias do avô sobre o país onde ele foi feliz. Desde sempre que Eva teve curiosidade em conhecer Myanmar e vê essa oportunidade surgir quando a patroa da sua empresa lhe pede para ela ir à Birmânia avaliar peças para a loja de antiguidades onde trabalha como restauradora.
Eva vê nesta viagem a oportunidade perfeita para conhecer o país do qual o avô tanto fala, bem como conhecer o seu passado e a mulher que ele tanto amou.
O avô de Eva pede-lhe para encontrar o amor da sua vida, uma mulher que o marcou para todo o sempre, e com quem manteve uma relação no passado.
O avô nunca contou a Eva todos os segredos daquilo que viveu em Myanmar e vê agora uma oportunidade para a neta ficar a saber mais, caso encontre o seu único amor - Maya.
Lawrence pede ainda a Eva que caso encontre Maya, esta lhe devolva um Chinthe, uma peça birmanesa de elevado valor, e que Maya lhe tinha entregue antes deste ir para a guerra.
No entanto, a Birmânia é sempre um motivo de discórdia na família de Eva, pois Rosemary, a sua mãe, nunca entendeu a paixão do seu pai por este país e pela mulher misteriosa a quem ele escreveu cartas que nunca enviou, e que a levou a afastar-se do seu pai. Depois da morte do marido, o pai de Eva, Rosemary decide largar tudo e ir viver para outro país, afastando-se assim do pai e também da sua filha que ficou a viver com os avós.
Eva está muito entusiasmada cm a ida à Birmânia e através desta vamos, aos poucos, conhecendo o país, tanto a nível político como histórico e cultural.
Uma história narrada a 3 vozes, a de Eva que nos descreve a Birmânia da actualidade, a de Lawrence que nos descreve a antiga Birmânia bem como a Segunda Guerra Mundial, e ainda o país relatado pela perspectiva de Maya.
Ao longo da história Eva vai percebendo que há algo de errado com as peças que lhe mandaram avaliar. Sendo a Birmânia rica em madeira e rubis de Mogok, bem como antiguidades, Eva começa a deparar-se com uma realidade que nunca imaginou.
Um romance com uma boa dose de mistério e aventura que nos deixa sempre a querer ler mais e mais.
Rosanna Ley transporta-nos para um livro com paisagens muito bem descritas, com bastantes segredos que vão sendo revelados ao longo do livro, culminando num final extraordinário.
Um livro que descreve pormenorizadamente a cultura e as vestes deste país que só nos faz desejar um dia visitá-lo.

Recomendo vivamente este livro. Fiquei agarrada a ele do princípio ao fim. Adorei!


Para quem o quiser adquirir, podem fazê-lo através do site da Wook aqui.

[Divulgação] - Terra Lusa: Bordado de Guimarães





Terra Lusa




Antes de mais, Boa Páscoa :D
Ando desaparecida mas o blog tem estado muito bem entregue à nossa Joana, certo?

Hoje venho dar-vos a conhecer mais um produto, aliás dois produtos, da Terra Lusa.
Da última vez falei-vos sobre o chapéu de chuva com padrão Bordado de Castelo Branco (ver aqui).

607Hoje, venho falar-vos sobre a caixa de óculos e pano de microfibra com padrão Bordado de Guimarães.


Como "vesga" que sou, utilizo óculos, e portanto uso caixa para os mesmos. E vou, claro, admitir, sempre odiei andar com a caixa dos óculos atrás. Aquelas caixas cinzentas, despersonalizadas, que nos dão nas ópticas. Sentia-me ainda mais "caixa de óculos" por as utilizar xD

Mas esta caixa é tão bonita, tão feminina, que a levo comigo para todo o lado. Aliás, no meu local de trabalho, não posso ter nada em cima da mesa, sem ser a caixa dos óculos....e tenho-a sempre lá, e faz furor =D


A caixa é lindissima, o padrão é muito alegre, bonito e feminino. É uma caixa com a dimensão certa para o mais variado formato de óculos, e ainda dá para guardar lá a caixinha das lentes de contacto *.*




set b guim pano e caixa
A acompanhar a caixa de óculos tenho, claro, o paninho de microfibra, também com o mesmo padrão.
Sim, sempre fui daquelas pessoas que limpa os óculos a qualquer peça de roupa que tenha vestida.... mas agora já não. O pano, para além de ser muito bonito, é resistente, pesado e não agarra pêlo algum.

Sabem o que vos digo? Fiquem fã.... e vocês queridos tertulianos que usam óculos, atrevem-se a espreitar?

terça-feira, 22 de março de 2016

[Novidade] - Booksmile: " À Sombra da Vida" de Margarida Fonseca Santos

À Sombra da Vida
Margarida Fonseca Santos

À Sombra da Vida, de Margarida Fonseca Santos, é o segundo volume da colecção A Escolha é Minha. Uma colecção que fala sobre as opções que os jovens têm de tomar todos os dias. Histórias que podem ser contadas por eles.

Se no primeiro título, Bicicleta à Chuva (Booksmile, Outubro 2015) - Margarida Fonseca Santos escreveu sobre temas tão actuais entre os jovens como o bullying, coragem e amizade, em À Sombra da Vida, a autora, uma das mais queridas no panorama editorial nacional, traz-nos temas como o divórcio, alcoolismo, mas também a persistência e amizade.


Sinopse:

A Beatriz, a Madalena e o Henrique eram amigos inseparáveis, até a Beatriz começar a comportar-se de uma forma estranha. Torna-se mais reservada, como se escondesse qualquer coisa.

Quando as notas baixam e a Beatriz começa a perder a cabeça em situações aparentemente simples, a Madalena e o Henrique entram em campo. Só com a ajuda destes dois amigos ela conseguirá recuperar a alegria e a estabilidade perdidas. Pelo caminho, fica o percurso doloroso da mãe, desanimada por um divórcio difícil e pelo álcool, o remédio envenenado que lhe entorpece os dias. Vem daí conhecer estas vidas e descobrir que, afinal, é mesmo verdade: juntos somos mais fortes!

Um livro tão comovente e emocionante que os mais novos não vão conseguir parar de ler!


Sobre a Autora:

Margarida Fonseca Santos publicou o seu primeiro livro para crianças há vinte e um anos. Desde esse instante, nunca mais parou de escrever para este público, um verdadeiro desafio que se transformou numa grande paixão.

Autora reconhecida e muito querida do público, tem uma grande parte das suas obras no Plano Nacional de Leitura. 

Paralelamente a isso, escreve para adultos e para teatro, trabalha na área da escrita criativa e do treino mental, algo que ficou do tempo em que se dedicava à Pedagogia e à Formação Musical. Esta colecção, A Escolha É Minha, é o reflexo de todo este percurso.

[Novidade] - Lidel: "Psico-Oncologia: Temas Fundamentais" de Emília Albuquerque e Ana Sofia Cabral

Psico-oncologia - Temas Fundamentais
Emília Albuquerque e Ana Sofia Cabral

Um livro para profissionais de saúde, que procuram minorar o sofrimento psicossocial e promover uma abordagem holística da pessoa doente e sua família

Lisboa, 21 de Março de 2016, A Lidel apresenta o seu novo livro “Psico-oncologia – Temas Fundamentais” coordenado pelas psiquiatras, psico-oncologistas e professoras Emília Albuquerque e Ana Sofia Cabral.

A psico-oncologia é uma área multidisciplinar que envolve aspectos psicológicos do tratamento e abordagem do doente com cancro e combina elementos da medicina, psiquiatria, psicologia e ciências humanas, com especial preocupação pelas necessidades psicossociais do doente e sua família. Por esta razão, os cuidados psico-oncológicos representam um importante benefício para os doentes e respectivas famílias, com um enorme impacto na melhoria da qualidade de vida, na sobrevida e no estigma associado à doença. 

Este é um livro destinado a todos os profissionais de saúde, sejam psiquiatras, psicólogos, oncologistas, médicos de família, enfermeiros, assistentes sociais ou outros que encontram em cada capítulo uma síntese do estado da arte desta especialidade. Foi uma preocupação dos 53 autores, com diferentes formações, manter uma escrita rigorosa e consistente que proporcionasse uma leitura fácil.


“Este livro transmite não só todos os elementos fundamentais como o seu desenvolvimento no estado actual da arte e dá os utensílios para a investigação e para o acompanhamento da jornada de vida do doente oncológico”

In prefácio de Virgílio Kasprzykowski,
Ex-Chefe de Serviço de Psiquiatria Aposentado do IPOFG de Lisboa
Fundador e Primeiro Presidente da Academia Portuguesa de Psico-Oncologia
Membro da Academy of Psychosomatic Medicine, Bethesda, MD, EUA
International Fellow da American Psychiatric Association, Arlington, VA, EUA


Principais conteúdos:
  • Oncologia – Conceitos básicos; 
  • Ciclo de vida e doença; 
  • Aspectos psicossociais nos diversos tipos de doença; 
  • Aspectos psiquiátricos do doente oncológico;
  • Sintomas e sequelas do cancro e seus tratamentos; 
  • Apoios e necessidades psicossociais;
  • Aconselhamento genético em oncologia;
  • Burnout nos profissionais de saúde.

Sobre as Autoras:

Emília Albuquerque
Psiquiatra e psico-oncologista no Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, EPE; Docente da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

Ana Sofia Cabral
Psiquiatra e psico-oncologista no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, EPE. Mestre em Medicina Legal e Ciências Forenses da mesma instituição. Docente da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

[Novidade] - Bertrand: "Conexão" de Alexandra Solnado

Conexão - O que Jesus me Ensinou
Alexandra Solnado

A autora portuguesa de espiritualidade de maior sucesso no mundo

Este é um ano especial para Alexandra Solnado, a autora portuguesa de maior sucesso no campo da espiritualidade, pois está a viver o seu 15º ano em diálogo com Jesus. Em Conexão, Alexandra Solnado sintetiza tudo o que aprendeu com Ele ao longo deste período de conexão espiritual.

Conexão é um livro que irá mexer fortemente com as emoções de todos aqueles que se interessam pelo tema da espiritualidade e em particular com aqueles que já acompanham o trabalho de Alexandra Solnado. Neste livro, que está dividido em duas partes, a terapeuta espiritual disseca os sete grandes ensinamentos em que se baseia o projecto que Jesus lhe pediu que criasse e desenvolvesse, o Projecto Terapia da Alma. A segunda parte do livro é composta por 50 lições de espiritualidade, que abrangem todas as áreas da vida diária. «São lições precisas que ensino e que utilizo na minha vida e que já me permitiram testemunhar momentos gloriosos de ligação ao Céu», explica a autora no livro.

Os sete grandes ensinamentos destes 15 anos de conexão de Alexandra Solnado com Jesus são:

1) Criança Interior
2) Saudades de Mim – Essência
3) Vidas Passadas
4) Karma
5) Limpeza Espiritual e Cura
6) Eu Superior
7) O Futuro Ideal


Sinopse:

Um testemunho arrojado e sistemático, feito na primeira pessoa, sobre os principais ensinamentos que Jesus foi transmitindo a Alexandra Solnado e que hoje constituem os pilares fundamentais do seu Projecto. Uma proposta para conhecermos melhor todo o processo espiritual da autora, nos seus aspectos teóricos e práticos, permitindo-nos uma integração da sua filosofia de vida no nosso quotidiano.

«Este livro é apenas uma parte das grandes lições que aprendi e continuo a aprender com Jesus. A minha vida foi posta de cabeça para baixo, a minha energia foi depurada, a minha Alma foi redescoberta e as minhas emoções aprenderam o caminho do êxtase. Foram anos de bênçãos inimagináveis. Mas também de muito trabalho. Muita dor para limpar e muitos jardins de Luz para conhecer.

E o que sinto neste momento de balanço de tudo o que me aconteceu nestes últimos 14 anos é que, decretado este marco, agora é só continuar a viver esta vida incrível, sempre com o compromisso da evolução, sempre a perguntar, a cada bifurcação da vida:

- “E agora, Jesus, qual o caminho que me aconselha para que eu consiga continuar a ser uma Alexandra em evolução?”

E seguir rigorosamente as indicações fornecidas. Por mais que doa. Por mais difíceis que sejam. Porque sei que é por ali que mora o caminho da liberdade.

Obrigada, meu grande Mestre, por tudo o que me tem dado a viver. Tem sido uma viagem alucinante.»


Sobre a Autora:

Alexandra Solnado é a autora portuguesa de maior sucesso no campo da espiritualidade, tanto no nosso país como a nível internacional.
É publicada nos EUA, onde foi galardoada com o Latino Book Award, na América Latina, em Espanha, Canadá, China e Japão. É autora de vários best-sellers; a sua obra conta com cerca de 300 mil exemplares vendidos.
Para além de se dedicar à escrita, Alexandra Solnado trabalha como terapeuta espiritual, no Projecto que criou há 14 anos, o Projecto Alexandra Solnado – Terapia da Alma.

[Novidade] - Coolbooks: "Onório, o poeta bêbado" de Fernando P. Fernandes

Onório, o poeta bêbado
Fernando P. Fernandes 

O retrato de um quase-pícaro a quem quase tudo corre mal

Coolbooks publica Onório, o poeta bêbado, de Fernando P. Fernandes

A vida poderia ter sorrido a Onório, nascido numa aldeia do Minho e neto do mais respeitado lavrador de Rubiães. No entanto, quis o destino que a sua vida fosse carregada de mal-entendidos e atribulações – desde logo a que roubou o “H” ao seu nome. Onório, o poeta bêbado, de Fernando P. Fernandes, é a mais recente novidade da chancela digital da Porto Editora e está agora disponível em coolbooks.pt e também na livraria virtual wook.pt

Este é o retrato de um quase-pícaro a quem tudo corre mal. Como não parece haver remédio para emendar a sua vida, o protagonista transforma-se, desde muito cedo, num poeta satírico. Como um repórter do absurdo, Onório ilustra com rudimentares, mas divertidas, quadras as peripécias em que se envolve. Com uma narrativa dinâmica e bem-humorada, esta obra promete arrancar muitos sorrisos aos leitores e proporcionar uma divertida viagem até a um Minho imaginado, com um sotaque tipicamente nortenho. 

Para ler um excerto deste ebook, clique nesta ligação.

Sobre o Autor:

Fernando P. Fernandes nasceu em Lisboa, em 1978. É professor de Português, tradutor e revisor e, para ele, escrever e narrar vidas caricaturadas são prazeres inigualáveis. Admira Eça e García Márquez pela fluidez narrativa e pelo sarcasmo sempre à espreita.