domingo, 30 de novembro de 2014

[Novidades] - Planeta: 26 de Novembro


NÃO FICÇÃO NACIONAL

Agenda Literária: AMO-TE MAIS DO QUE ONTEM E MENOS DO QUE AMANHà
Maria Inês Almeida (Selecção de textos) 
Páginas:176 
PVP: 10,90€



Disponível a partir de 26 de Novembro

O amor só é amor se tiver 365 dias.
Nesta agenda estão os 365 dias do ano para tomar nota de compromissos, reuniões, almoços, viagens, grandes ideias.

Guarde sempre uma linha para o amor: afinal todos os dias são dias para amar. Na correria dos dias, essa linha fará toda a diferença, a si e à pessoa amada.

Não precisa de o marcar aqui – só na agenda do coração -, mas, pelo que ler nestas páginas, perceberá como o amor é indispensável aos 365 dias de cada ano.

Em cada semana há uma citação literária sobre o amor. E no final de cada mês há um separador com uma ilustração e um pensamento.

A fechar esta agenda um espaço para registar os aniversários, mês a mês, e um calendário até 2020.


 
NÃO FICÇÃO ESTRANGEIRA

Titulo: 5 SECONDS OF SUMMER EI, VAMOS FORMAR UMA BANDA 100% OFICIAL 
Páginas: 288 
PVP: 17,76€



Disponível a 26 de Novembro

A verdadeira história da banda revelação australiana e dos quatro adolescentes que poderão vir a ser os próximos ídolos da pop mundial.

Este é o livro que as verdadeiras fãs vão querer ler antes de assistir ao concerto da banda, a 4 de Maio do próximo ano, na maior sala de espectáculos do País, o Meo Arena, em Lisboa.

Se ainda não ouviu falar deste quarteto australiano, prepare-se.

Chegaram há pouco mais de um ano ao site de vídeos do YouTube e já somam mais de 88 milhões de visualizações.

«O que estás prestes a ler é, basicamente, a nossa história até este momento. Na verdade, parece que só passou uma semana desde que fizemos o nosso primeiro concerto, no Hotel Annandale, em Sidney. Desde então, foi-nos dada a oportunidade de nos transformarmos nas pessoas e nos músicos que queríamos ser. E essa oportunidade oportunidade foinos dada pelos nossos fãs. Aqueles que passam horas em filas para nos ver tocar, queles que estão sempre prontos a apoiar estes quatro miúdos, aconteça o que acontecer. Tudo se deve aos nossos fãs. Vocês são tudo para nós. Por isso, este livro é a nossa forma de dizer obrigado. Queremos que toda a gente conheça a história de como quatro adolescentes de Sidney Ocidental pegaram nos seus instrumentos e sonharam tornar-se uma das maiores bandas do mundo. Esperamos que gostem!»

O futuro parece risonho para Luke Hemmings, Michael Clifford, Calum Hood e Ashton Irwin, que vão fazer a sua primeira grande digressão pela Europa, e Portugal é a primeira paragem.

Com toda a história da banda até hoje, o livro inclui dezenas de fotos exclusivas dos quatro rapazes australianos.

O homónimo e primeiro álbum da banda foi o n.º 1 do top iTunes em mais de 70 países, incluindo Portugal.

O quarteto australiano já havia conquistado o mundo com o lançamento do único single editado She Looks so Perfect , o qual já tem mais de 1 milhão de unidades vendidas e as visualizações do vídeo no You Tube já ultrapassaram os 24 milhões.


[Divulgação] - Fotografias de "Flores do Mal" em exposição

“De morte natural nunca ninguém morreu, o Jorge de Sena tinha razão. As Flores do Mal são prova disso: vício, prazer, dor, o bem, o mal, a culpa, o pecado, o sagrado, o profano, a luz, as trevas, o preto e o branco; 21 fotografias constroem uma narrativa de vida e de morte.
Esta visão, que todos habita, é habilmente assumida e captada pela objectiva clandestina de Pedro Norton na sua primeira exposição individual.
Às vezes somos o que somos, outras vezes somos muito mais.
A Pequena Galeria orgulha-se disso”.
 Guilherme Godinho

[Novidade] - Nascente: "O menino que voltou do céu" de Kevin Malarkey e Alex Malarkey


Titulo: O Menino que Voltou do Céu
Autores: Kevin Malarkey e Alex Malarkey
Páginas: 256
PVP: 16,59€ 

Pela mão de um menino de seis anos, entre pelas portas do universo celestial e descubra o lugar onde todos iremos viver um dia.

Em novembro de 2004, o pequeno Alex Malarkey, de seis anos, sofreu um acidente terrível quando viajava no banco de trás do carro conduzido pelo seu pai. O impacto da colisão foi de tal modo grave que, embora tenha sobrevivido a uma paragem cardíaca, Alex entrou em coma. Quando acordou, ao fim de dois meses, tinha uma história impressionante para contar.

O Menino que Voltou do Céu (Nascente) revela-lhe a viagem mais invulgar que alguém pode fazer: a experiência de Alex desde o momento do acidente, a perda de consciência, a estada no hospital e a sua jornada de ascensão ao Céu. Alex Malarkey foi, também, a primeira criança no mundo a quem foi feita a «cirurgia Christopher Reeve», que lhe permite respirar sem um ventilador. 

Conduzido por anjos que o ajudaram a atravessar os portões celestiais, Alex dá-nos a conhecer algumas das conversas que teve com Deus, bem como muitos pormenores sobre um universo que escapa por inteiro à nossa perceção sensorial. Um relato impressionante sobre a vida no Além, repleta de anjos e milagres.

A Nascente disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui
Um documentário de 50 minutos (tradução brasileira) está disponível, aqui.

Kevin Malarkey é um cristão terapeuta com grande prática de aconselhamento psicológico. Licenciou-se e fez várias graduações no seu estado natal do Ohio, nos EUA. A sua formação académica inclui estudos de psicologia clínica, avaliação psicológica e aconselhamento familiar. Kevin desenvolveu também uma grande experiência em programas educacionais, avaliando distúrbios psicológicos e dando aconselhamento aos jovens e respetivas famílias. Kevin e a sua mulher, Beth, são pais de quatro filhos (Alex, Aaron, Gracie, e Ryan).

Gostam de passar o tempo juntos, fazendo jogos ou passeios lúdicos. Quanto ao seu filho Alex, com quem escreveu O Menino que Voltou do Céu, confessa simplesmente que nem sempre sabe lidar com a sua dimensão sobrenatural.

Alex Malarkey é a primeira criança no mundo a quem foi feita a «cirurgia Christopher Reeve», que lhe permite respirar sem um ventilador. O menino que voltou do Céu acredita que um dia vai conseguir andar sozinho novamente. É um grande fã de desporto e torce avidamente pelas suas equipas preferidas de futebol americano, os Pittsburgh Steelers e os Ohio State Buckeyes.


[Novidade] - Matéria-Prima: "Até que consigas voar" de José Gameiro


Titulo: Até que consigas Voar
Autor: José Gameiro
Ficção terapêutica
Páginas:
 182
PVP: € 15,80
Sobre o livro:
 
Um livro pessoal e profundo, em que o psiquiatra é tão humano como os pacientes; em que todos somos muito parecidos no sofrimento e na esperança.
 
Quando as pessoas chegam ao consultório de um psiquiatra, já esgotaram todas as suas alternativas. Sentem-se perdidas, vazias ou profundamente tristes. Neste livro, José Gameiro, psiquiatra há 40 anos, dá-nos a oportunidade de sermos os seus olhos e os seus ouvidos. Em Até que consigas voar, encontramos relatos intimistas sobre o luto, os medos, a conjugalidade e todo um conjunto de feridas que não se vêem. Mostra-nos que podemos voltar a encontrar um rumo, mesmo quando enfrentamos o pior dos desgostos.

«Aconteceu-me quase não conseguir conter as lágrimas quando me falaram sobre a morte de um filho. Aconteceu-me sentir-me impotente quando alguém perdeu tudo e não queria sair do seu papel de vítima.
Aconteceu-me algumas vezes não resistir à minha própria ansiedade de cumprir rapidamente o que se espera de um médico – que trate e cure o mais depressa possível.
Aconteceu-me ter muito medo de que alguém se matasse e telefonar anonimamente para a pessoa só para saber se estava viva.»

Há momentos em que parece que tudo acabou, que nada faz sentido e que a dor não vai parar. É nesses momentos, em que o sofrimento nos agarra, que temos de nos lembrar que é possível voltar a voar.

Sobre o autor:
José Gameiro
 nasceu em Lisboa em 1949. É psiquiatra, doutorado em Psicologia e Saúde Mental, e membro fundador da Soc. Portuguesa de Terapia Familiar, colunista da Revista do Expresso e autor de vários livros, entre eles Até que o Amor nos Separe
.

[Natal 2014] - Mais uma editora colaboradora


[Natal 2014] - Maped



sexta-feira, 28 de novembro de 2014

[Novidade] - Marcador: "O Cavalheiro Inglês" de Carla M. Soares




Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 400
Editor: Marcador
ISBN: 9789897541254
Coleção: Marcador Literatura
PVP: 17,70€

Disponível a partir de 02-12-2014









Sinopse
PORTUGAL. 1892. Na sequência do Ultimato inglês e da crise económica na Europa e em Portugal, os governos sucedem-se, os grupos republicanos e anarquistas crescem em número e importância e em Portugal já se vislumbra a decadência da nobreza e o fim da monarquia.
Os ingleses que permanecem em Portugal não são amados.
O visconde Silva Andrade está falido, em resultado de maus investimentos em África e no Brasil, e necessita com urgência de casar a sua filha, para garantir o investimento na sua fábrica.
Uma história empolgante que nos transporta para Portugal na transição do século XIX para o século XX numa descrição recheada de momentos históricos e encadeada com as emoções e a vida de uma família orgulhosamente portuguesa.

Sobre a autora:
Carla M. Soares nasceu em 1971, em Moçâmedes, no Namibe. De lá, trouxe escassas memórias e a viagem no corpo.
Formou-se em Línguas e Literatura em Lisboa, tornou-se professora, mestrou em Literatura Gótica e Film Studies e estudou História da Arte num doutoramento incompleto.
Filha, mãe, mulher, amiga, leitora e escritora compulsiva, viaja pelas letras desde sempre. 

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

[Natal 2014] - Sugestão de Natal: Medalhas Solidárias


Aldeias deCrianças SOS e OMNIA lançam colecção de Medalhas Solidárias

A Associação criou uma gama de medalhas, em parceria com a joalheira OMNIA, com base nos modelos felizes da infância, no âmbito da comemoração do 50º Aniversário das Aldeias de Crianças SOS.

colecção foi elaborada com base nos ícones que traduzem o modelo das Aldeias SOS: amor e um lar para cada criança. Como pilar a mãe SOS e um lar onde são cultivadas e frutificadas as relações de amor, estas medalhas criadas pela OMNIA são uma verdadeira ode à família e às Aldeias de Crianças SOS.
As medalhas são produzidas em prata ou prata dourada, e encontram-se à venda em todos os pontos de venda OMNIA, bem como na loja online em http://omnia.pt/. As vendas revertem em parte para as Aldeias de Crianças SOS, donativo tão importante para a Associação poder acolher cada vez mais crianças.

Com esta parceria, a OMNIA espera poder contribuir para uma causa importante, não só com a vertente monetária, mas também no reforço da visibilidade do projecto das Aldeias SOS e da importância crescente da consciencialização para a solidariedade.
No fundo, contar a história da Aldeias SOS, apoiada nos seus social meanings com uma pincelada de simplicidade da OMNIA foi um caminho muito feliz. A OMNIA vinha já trabalhando a sua linha Family, com peças do universo das famílias, pelo que o projeto das Aldeias SOS veio adicionar à OMNIA uma família muito especial.
As várias figuras permitem partilhar o amor e o futuro risonho destas crianças SOS, cujo crescimento saudável e equilibrado pode depender de todos nós. Comprar uma medalha OMNIA é um mote ao amor e uma ajuda às Aldeias de Crianças SOS.



Sobre as Aldeias de Crianças SOS: 
“Amor e um lar para cada criança” foi a premissa de âncora que dura há 50 anos. A Associação procura criar um projecto de vida para cada criança, até que esta se torne autos-suficiente e integrada na sociedade, fortalecendo a sua família de origem ou, quando tal não é exequível, integrando-a numa família SOS. Aqui, cada criança frutifica relações familiares e de amizade, crescendo protegida, com amor, respeito e dignidade.
As Aldeias de Crianças SOS foram fundadas, em 1949 por Hermann Gmeiner, no rescaldo da II Guerra Mundial, devido à profunda necessidade de dar aos órfãos da guerra e às crianças abandonadas a protecção de um lar e de uma família.
Sobre a OMNIA: 
Foi criada em 2011, inspirada na dualidade do carácter feminino: forte e determinada, a mulher preserva uma delicadeza e elegância únicas. O Design autêntico, a execução apurada e a importância dos detalhes são três pilares da OMNIA, que apresenta uma estética subtil e despretensiosa.

Ou seja, a beleza e a elegância das peças centra-se nos pormenores e na qualidade, de acordo com a personalidade da OMNIA. Cada colecção OMNIA é uma extensão da beleza autêntica da mulher contemporânea, e sobretudo do seu mundo, das suas vivências e aspirações.

domingo, 23 de novembro de 2014

[Natal 2014] - Manas Tup


As Manas são Demonstradoras da Grande e Conhecida Marca Tupperware

[Natal 2014] - Mundo em Papel


Álbuns de fotografias, notebooks, cadernos de receitas, livros de vinhos, dossiers, caixas... Encadernados artesanalmente. Simply by mundo em papel ♥!

[Natal 2014] - Branco Rosa


Fazemos de tudo um pouco, basta colocar a nossa imaginação e o nosso amor a trabalhar e ... nasce uma peça.

[Natal 2014] - Sweet Little Me


A vontade de tornar todos os pormenores para o bebé com todo o cuidado , dedicação e carinho levou-me a criar este cantinho... todos os artigos são personalizáveis...as suas ideias também são benvindas... estamos aqui para sonhar juntos e tornar esses sonhos em pequenos mimos ....

Na SWEET little me criamos mimos que acompanham o seu o bebé ao longo do seu crescimento totalmente personalizáveis...pois o SEU "little me" é especial ...

[Natal 2014] - C ao cubo

Adoramos cor, texturas, conforto e brincadeiras.
Queremos simplificar a vida dos papás e estimular a descoberta do mundo dos nossos bebés através dos sentidos.
Os nossos produtos são feitos à mão, com muito carinho.

As peças existentes podem ser personalizadas a seu gosto, de modo a criar uma peça especial para si ou para o seu bebé.

[Natal 2014] - Palomitas Handmade Stuff



Bijuteria feita à mão, peças únicas e personalizáveis. 

[Natal 2014] - 2 Moons In The Sky


[Natal 2014] - Fraldas e Miminhos

Miminhos para todos, desde os mais pequenos aos mais crescidos e toda a família e amigos

[Natal 2014] - Stuff by Mó


Blogue Pessoal
Um Blog - Uma Vida - Um Propósito... Inspirar!

[Natal 2014] - Recicl'arte HT



[Natal 2014] - Sabores da Aldeia


"Embarque numa Viagem pelos seus Sentidos"

[Natal 2014] - Love Apple




Já conhece a nova forma de comer maçãs? Love Apple um snack saudável e delicioso! 

100% Maçã sem corantes nem conservantes, sem adição de açúcar!!

[Opinião] - "A Prova do Ferro" de Holly Black e Cassandra Clare


"Pensámos que tu sabias (...) permitindo que a tua mente e o teu corpo crescessem para que tu pudesses, uma vez mais, tornar-te o temível rival (...) parti do principio de que,se querias ser abordado, ter-me-ias contactado.
(...)
Vais matar-me?
Matar-te?Eu tenho estado à tua espera
(...)
Se não te matarem. Vão tolher a tua magia e vão mandar-te embora para junto de um pai que, nesse momento, saberá com absoluta certeza que não é teu pai"




Sabem que não costumo ler muita fantasia, não que não goste, mas preciso que o livro me agarre e, geralmente, não me conseguem chamar a atenção.
Mas Cassandra Clare conseguiu desde o seu primeiro livro, razão pela qual li todos os seus livros publicados pela Planeta até agora (série dos Instrumentos Mortais e das Origens - falta só o último, editado este mês), e não resisti a querer ler este, escrito em conjunto com Holly Black.

"A Prova do Ferro" é o primeiro livro da série Magisterium, contando-nos o primeiro ano de Callum Hunt na escola dos magos, o Magisterium. Cada volume nos conta o percurso de Cal num "ano lectivo", na sua caminhada para se tornar um grande mago.
Neste primeiro volume conhecemos a personagem principal, claro, e algumas personagens que vão, sem dúvida, ter crescente importância ao longo, tanto deste livro como dos seguintes.

Callum Hunt é um jovem que vive com o pai e cuja mãe morreu quando ele era bebé, sabendo ele muito pouco da sua mãe e de como esta morreu. Cal apenas sabe que a mãe morreu por causa da magia, e que a magia é uma coisa má da qual ele tem que tentar fugir. Este personagem tem uma peculiaridade, tem um problema físico numa perna, o que o fez ser sempre vitima de buylling na escola, tendo adquirido comportamentos e atitudes de modo a precaver-se e defender-se desse tipo de ameaça, o que tolda a sua personalidade e maneira de ser. É uma personagem interessante de conhecer e bem construída, que vai crescendo bastante ao longo da leitura e de quem vamos começando a gostar e a sentir algum carinho.

Conhecemos também Alastair Hunt, pai de Callum, que neste volume tenta a todo o custo proteger o filho daquilo que ele indica ter morto a sua mulher - a magia. Callum tem que fazer a Prova do Ferro, para que entre na escola de magia, e o pai tenta por tudo que Call falhe essa prova. É um homem triste e revoltado, que esconde dentro de si um segredo que apenas ele e a sua mulher sabem (julga ele).

Para além deles os dois vamos conhecendo os diversos colegas e professores do Magisterium. Conhecemos Aaron e Tamara, colegas de equipe de Call, vão crescendo juntamente com ele, individualmente e em grupo, e têm, ambos, papeis importantes e fulcrais neste livro. Conhecemos ainda Jasper, que vamos percebendo as suas fragilidades ao longo da leitura, Celia, a pequena apaixonada por Call e Drew, um personagem que passaa despercebida mas que tem um papel preponderante neste livro, o que é uma reviravolta que não esperava, e que foi muito bom. O mestre Rufus, mestre de Callum, é uma personagem enigmática e pragmática, inteligente e cujo seu principal objectivo é ensinar, realmente, as competências que os seus alunos necessitarão, eventualmente, mesmo que as tarefas não o façam prever, de todo.

Adorei o livro. Adorei a forma de escrita e o mundo que as autoras criaram. O final foi muito bem conseguido, e faz-nos ficar a pensar no que fatiamos se fossemos aqueles personagens, qual a melhor saída, quando nenhuma delas se afigura ideal? Fazemos o correcto para nós, ou o correcto para salvar os outros?

Sabem o engraçado? É que eu não gosto de Harry Potter, mas, de certo modo, encontrei semelhanças neste livro: talvez a escola de magia, o trio principal ser composto, também, por dois rapazes e uma rapariga muito competente, e até a relação entre o bem e o mal, de certo modo... (e não falo de escrita nem nada, apenas de algumas nuances do enredo). E, não gostando de HP, adoreeeei Callum, adorei o Magisterium e a magia que há naqueles corredores.

Aconselho sem reservas a sua leitura.