quinta-feira, 30 de agosto de 2012

[Novidades] - Planeta: 6 de Setembro



PVP: 19,95 €
384 páginas
Disponível a 6 de Setembro

Sobre o livro:O demónio Lilith foi destruído e Jace liberto do cativeiro. Quando os Caçadores de Sombras chegam, porém, nada encontram além de sangue e vidros partidos.
O rapaz que Clary ama desapareceu, bem como o que odeia. A magia da Clave não consegue localizar o paradeiro de nenhum dos jovens, mas Jace não pode ficar afastada de Clary.
Quando se reencontram, Clary descobre o horror causado pela magia de Lilith – Mal. Apenas um punhado de pessoas acredita na salvação de Jace.
Juntos, Alec, Magnus, Simon e Isabelle negoceiam com a sinistra rainha Seelie, ponderam acordos com demónios e recorrem, por fim, às implacáveis construtoras de armas Irmãs de Ferro, que poderão forjar uma arma capaz de destruir a ligação entre Sebastian e Jace. 
E terão de fazer tudo isto sem Clary, mergulhado num perigoso jogo, na mais completa solidão. O preço da sua derrota não será apenas a própria vida mas também a alma de Jace. Ela está disposta a fazer o que for necessário por Jace, mas poderá continuar a confiar nele?


Sobre a autora: Cassandra Clare nasceu no Irão e passou os primeiros anos a viajar pelo mundo com a família e vários baús cheios de livros  de fantasia, entre os quais As Crónicas de Nárnia. Mais tarde, trabalhou como jornalista em Los Angeles e Nova Iorque. Cassandra Clare vive em Massachusetts com o marido, os gatos e ainda mais livros.
Caçadores de Sombras é o título de uma série que começou com A Cidade dos Ossos, uma fantasia urbana povoada por vampiros, demónios, lobisomens, fadas, e que é um autêntico romance de acção explosiva.
 

PVP: 17,76 €
248 + 8 páginas
Disponível a 6 de Setembro

Sobre o livro:Inspirador e comovente, Não Odiarei é a história de vida extraordinária deste homem, contada na primeira pessoa, que nunca vai desistir de lutar contra a violência entre palestinianos e israelitas.
Médico palestiniano formado em Harvard, nascido e criado num campo de refugiados na Faixa de Gaza, Abuelaish tem cruzado as linhas traçadas na areia que dividem israelitas e palestinianos ao longo de quase toda a sua vida, enquanto médico que assiste as vítimas de ambos os lados do conflito; enquanto humanista acredita numa melhor saúde e educação para as mulheres e numa via para o desenvolvimento no Médio Oriente.
A sua reacção a esta tragédia fez notícia e valeu-lhe prémios humanitários em todo o mundo.


Sobre o autor: O doutor Izzeldin Abuelaish é um médico palestiniano e especialista em infertilidade, nascido e criado na Faixa de Gaza. Recebeu uma bolsa de estudos para cursar medicina no Cairo e, mais tarde, um diploma do Instituto de Obstetrícia e Ginecologia da Universidade de Londres. Completou o internato na mesma especialidade no Centro Médico de Soroka, em Israel, a que se seguiu uma subespecialização em medicina fetal, em Itália e na Bélgica. Iniciou, então, um mestrado em Saúde Pública na Universidade de Harvard. Antes da morte das três filhas, em Janeiro de 2009, o doutor Abuelaish trabalhou como investigador sénior no Instituto Gertner no Centro Médico de Sheba, em Telavive.
Actualmente, reside com a família em Toronto, onde é professor associado na Escola de Saúde Pública Dalla Lane, na Universidade de Toronto.
Visite o seu sítio e fundação, em: www.daughtersforlife.com


PVP: 14,41 €
192 páginas
Disponível a 6 de Setembro

Sobre o livro:«O organizador», «o ambicioso», «o carismático», «o mestre», «o motivador», «o fraterno», «o comunicador» e «o frontal» são alguns dos epítetos atribuídos ao treinador de futebol José Mourinho no decurso da sua longa carreira desportiva.
À primeira vista parece ser uma pessoa mal-educada, brusca, egocêntrica e ambiciosa.
Mas todos os que o conhecem bem dizem que é carinhoso, generoso, amável, sorridente e com valores fortes.
Qual é o verdadeiro?
Por que é tão valorizado dentro e fora do campo?
O que se pode aprender com ele?
Mourinho consegue, acima de tudo, que os seus jogadores se destaquem entre os melhores do mundo. Fá-lo marcando de forma clara as expectativas que deposita neles, ajudando-os a conhecer-se melhor a si mesmos, motivando-os e fomentando a disciplina.
Este livro é uma análise das suas características, um retrato de como estimula os seus jogadores, de que maneira estuda o adversário, a gestão da sua relação com os meios de comunicação social e das tácticas e estratégias que utiliza.
Uma obra para os amantes de futebol interessados em conhecer a filosofia deste treinador e a maneira como prepara os jogos. No entanto, também é dirigida a qualquer pessoa que pretenda levar uma empresa a bom porto, com lições bem-sucedidas sobre as tácticas e estratégias utilizadas pelo The Special One.


Sobre os autores: Juan Carlos Cubeiro é considerado um dos maiores especialistas emmtalento, liderança e coaching de expressão hispânica. É presidente honorário da AECOP (Associação Espanhola de Coaching e Consultora de Processos), sócio-director do IDEO e coordenador de Axel Kruger, é também professor da Universidade de Deusto, San Pablo-CEU, Fundesem, Novacaixagalicia, Estema e ESIC. Trabalhou como assessor estratégico em oitenta por cento das quinhentas maiores empresas do mundo. Conferencista internacional e autor de mais de trinta livros, entre eles a trilogia La sensación de fluidez, Por qué necesitas un coach ou Mentalidad ganadora. O seu daily blog Hablemos de Talento é um dos mais visitados no âmbito da gestão empresarial.

Leonor Gallardo Guerrero é considerada uma das maiores especialistas em gestão desportiva, publicou vinte e dois livros e é autora de dezenas de artigos em revistas nacionais e internacionais. É doutorada em Ciências da Actividade Física e do Desporto. Professora titular da Universidade de Castilla-La Mancha e responsável pelo Grupo de Investigação Gestão das Organizações e Instalações Desportivas-IGOID, da UCLM. Juntos publicaram os livros: La Roja, Liderazgo Guardiola, Mourinho versus Guardiola e Los Mosqueteros de Guardiola.


PVP: 22,20€
392 páginas
Disponível a 6 de Setembro

Sobre o livro:Bellos viajou por todo o planeta e mergulhou na história para desvendar fascinantes histórias de façanhas matemáticas, desde as inovações de Euclides, o maior matemático de todos os tempos, às criações do mestre Zen do origami, uma das áreas mais activas do trabalho matemático.
Ao longo de doze capítulos, o autor transporta-nos pelo mundo físico e pelas províncias do universo matemático. Revela a história de uma tribo nativa que apenas consegue contar até cinco e relata as mais recentes descobertas acerca da intuição matemática – incluindo a revelação de que as formigas conseguem efectivamente contar todos os passos que dão.
Viajando até à baía de Bangala, entrevista um sábio hindu sobre as brilhantes intuições matemáticas do Buda, e no Japão visita o avô do Sudoku e apresenta-nos as estimulantes delícias dos jogos matemáticos. 
Explica por que é impossível aos nossos iPods escolherem as canções ao acaso.
Sondando as muitas intrigas do número mais adorado de todos, o pi, visita dois irmãos tão obcecados por esse número que construíram um supercomputador no seu apartamento de Manhattan para o estudarem.
Ao longo da obra, a viagem é acrescida de uma quantidade de ilustrações intrigantes, como as dos quebra-cabeças conhecidos por tangram e a criação de croché de uma professora de matemática norte-americana que num certo dia percebeu de repente que poderia tricotar uma representação de um espaço hiperdimensional que ninguém conseguira ainda visualizar.


Sobre o autor:Alex Bellos é um escritor britânico que vive em Londres. Após graduar-se em matemática e em filosofia na Universidade de Oxford, tornou-se jornalista. Foi repórter da secção nacional do Guardian durante quatro anos, antes de ser nomeado correspondente do jornal na América do Sul, sediado no Rio de Janeiro. Dessa estada no Brasil resultou o seu primeiro livro, aclamado pela crítica, Futebol: Soccer, the Brazilian Way, que foi traduzido em onze línguas. Em 2006 foi co-autor da autobiografia de Pele, a lenda do futebol, que esteve em primeiro lugar na lista dos livros mais vendidos no Reino Unido.


PVP: 14,41€
208 páginas
Disponível a 6 de Setembro

Sobre o livro:Se a criança tem de saber pensar, primeiro tem de ser ensinada a fazê-lo; se tem de resolver problemas, precisa de conseguir aptidões para os resolver; se tem de usar o cérebro de modo criativo, precisa de praticar a criatividade intelectual. E, para tudo isto, necessita de suficiente motivação e confiança em si mesma.
Para provar a sua tese, Alberca explica a vida do cientista Albert Einstein, que aprendeu a ler aos sete anos, que a mãe pensava que era atrasado e que a professora o classificou como “lerdo de morte”. Einstein viveu com este rótulo até aos 15 anos, porque não “encontrou as pessoas adequadas para estimular a sua inteligência e a sua motivação”.
Só à custa de muito sangue, suor e lágrimas conseguiu entrar na escola politécnica. Depois de terminar o curso, a sua tese de doutoramento não causou o menor impacte no júri que a avaliou; na verdade considerou-a «bastante medíocre». Apesar disso, Einstein acabou por se revelar um dos cientistas mais geniais do mundo. O que se passou com ele não foi caso único; o mesmo aconteceu com Thomas Edison, Michael Jordan, Graham Bell, Stanley Kubrick, Federico García Lorca… A lista de génios que foram maus alunos é extensa.



Sobre o autor:Nasceu em Córdova, Espanha, em1966. É licenciado em Filosofia e em Letras e mestre em Direcção de Centros Educativos. Foi professor e director de vários centros docentes em Huelva, Cáceres, Saragoça e Astúrias; professor convidado do Colegio Internacional San Jorge,membro do Comité de Arbitragem do Programa Argos 2004 para o Estímulo à Leitura do Ministério da Educação e Ciência do Governo Espanhol. Foi conselheiro do Conselho Escolar do Principado das Astúrias; membro constituinte do Foro de Participação do Observatorio de la Convivência entre Iguales do Principado das Astúrias; colaborador em vários meios de comunicação: rádio, imprensa e televisão. Responsável por um consultório radiofónico semanal, durante mais de três anos consecutivos, e em televisão teve um programa também semanal sobre educação, onde respondia a perguntas de professores e de pais; conferencista habitual sobre temas relacionados com o comportamento e aprendizagem do bebé, da criança e do adolescente.
 

1 comentário:

  1. gostava mesmo de ler a primeira saga que já falaste tanto sobre ela!

    ResponderEliminar